Obras em orla destruída de Rio das Ostras devem terminar em 3 meses (RJ)

01:43 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


Praia da Tartaruga teve estruturas danificadas pelo avanço do mar.
Cerca de 120 metros já foram realizados desde o início da obra, há 17 dias.

Obra avançou por 120 metros desde o início (Foto: Gabriel Sales/Ascom Rio das Ostras)
Obra avançou por 120 metros desde o início (Foto: Gabriel Sales/Ascom Rio das Ostras)
Devem continuar por mais cerca de 80 dias as obras de contenção da erosão causada pelo avanço do mar na orla da Praia da Tartaruga, em Rio das Ostras, na Região dos Lagos do Rio. Segundo a Prefeitura, o trabalho já foi feito em 120 metros em 17 dias. O local sofre com o avanço do mar desde 2014 e a erosão ameça a Rodovia Amaral Peixoto e as adutoras da Cedae, além do calçadão que já teve uma parte destruída. Em dois anos, o mar avançou cerca de oito metros.

O diretor de obras do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER), engenheiro José Beraldo, esteve no local, na última sexta-feira (13), visitando as ações de revitalização. A reurbanização deve se estender por mais de 800 metros de extensão da orla, entre a pedra na tartaruga até o trevo. 

De acordo com o secretário municipal de Obras, engenheiro Wayner Fajardo, o prazo de término da obra pode ser estendido dependendo das condições climáticas.

“Precisamos considerar o clima neste período. Se chover e for registrado algum tipo de avanço do mar, com ressacas causadas pela maré, o período de obras ficará comprometido, atrasando a finalização do trabalho”, explicou Fajardo.

O projeto original prevê a colocação de pedras de grande porte, de aproximadamente quatro toneladas, e de uma barreira de proteção que irá reduzir o impacto das ondas. "Alguns trechos ficarão até um metro mais alto do que o piso do calçadão e com uma curvatura que permitirá que a onda se dissipe antes de chegar na encosta da pista", destacou o secretário municipal.

A obra, que está sendo feita em caráter emergencial, com recursos do DER, é definitiva e permitirá que no futuro seja feita a reurbanização no trecho afetado.

Trânsito
A Rodovia Amaral Peixoto está sendo interditada diariamento no trecho das obras, entre 8h às 10h e das 14h às 16h, período que os caminhões chegam transportando as pedras. Os guardas municipais orientam moradores e pedestres para que evitem passar pelo local, por medida de segurança.

Fonte: G1

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga