Orla do Janga terá pista contínua para veículos (PE)

Meta da Prefeitura de Paulista é criar uma rota alternativa na orla do Janga para motoristas que circulam na cidade
Obra na orla do janga teve início sexta-feira (8), com prazo de dois meses para execução / Foto: Fernando da Hora/JC Imagem
Obra na orla do janga teve início sexta-feira (8), com prazo de dois meses para execução
Foto: Fernando da Hora/JC Imagem
Numa tentativa de melhorar o trânsito de veículos no bairro do Janga, em Paulista, município da Região Metropolitana do Recife, a prefeitura da cidade está retirando os canteiros existentes ao longo da Avenida Beira-Mar, para criar uma pista contínua. Com isso, a circulação de motoristas terá mais fluidez.

A obra teve início sexta-feira passada (8) e prevê a remoção de cinco canteiros localizados entre a Rua Belém de Maria e a Avenida São João. Também contempla a recuperação de trechos do pavimento da Avenida Beira-Mar, que se encontram danificados. Quando o serviço estiver pronto, a via ficará com 1,8 quilômetro de extensão.

Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura, responsável pela obra, a nova pista, com sentido de trânsito do Janga para Pau Amarelo, poderá funcionar como uma rota alternativa para os condutores que hoje enfrentam congestionamentos na Avenida Cláudio Gueiros Leite (PE-01). A rodovia passa por obra de duplicação.

A intervenção na beira-mar está prevista para terminar em dois meses e tem o apoio de moradores da orla. De acordo com a prefeitura, foi feita uma consulta à população local, sobre a liberação do trânsito na via, com a retirada dos canteiros, e o índice de aprovação chegou a 96%. Os bloqueios que ainda impedem a circulação dos automóveis serão transformados em faixas de pedestre elevadas.

Júnior Matuto, prefeito de Paulista, disse que a administração está se esforçando para melhorar o trânsito no acesso às praias, ouvindo as pessoas. “A obra da Avenida Beira-Mar é uma realidade, assim como a duplicação da PE-01 e da Ponte do Janga, e a construção do bagwall na orla”, diz ele.

Bagwall é o modelo adotado pelo município para a contenção do avanço do mar. A técnica consiste em levantar paredes com sacos de cimento para ajudar a dissipar a força das ondas. O trabalho foi executado nas Praias do Janga, de Pau Amarelo e da Conceição, com verba do governo federal.

Autorizada em janeiro de 2016, a duplicação da rodovia estadual PE-01 e da Ponte do Janga custará R$ 16 milhões, sendo R$ 14,4 milhões do governo de Pernambuco e R$ 1,6 milhão de contrapartida municipal.

video


Fonte: jconline.ne10.uol.com.br

Comentários