Erosão em Praia Grande afasta turistas em Fundão, no ES

Prefeitura informou que não tem dinheiro para a execução do projeto. 
Obra de contenção da maré vai custar R$ 2 milhões.

O avanço do mar na Praia Grande no município de Fundão, na Grande Vitória, no Espírito Santo, neste ano, tem afastado turistas da região.

A obra de contenção da maré vai custar R$ 2 milhões e a prefeitura informou que não tem dinheiro para a execução do projeto. 

As pedras que foram colocadas na praia para contenção maré, desde 2013, quando o estado foi atingido por fortes chuvas, já não apresentam mais resultado. O mar invadiu parte da Avenida Atlântica e arrancou postes.

A ambulante Edna Leal conta que castanheiras antigas da orla da praia foram retiradas pela prefeitura para que fosse construído um calçadão e outras melhorias no local. Até agora, nada foi feito e a maré destruiu parte da praia.

O aposentado João Luís Pretti lamenta a situação no local. “Uma as praias mais bonitas que do Brasil está acabado. Se não querem fazer nada pela praia, podiam pelo menos dar manutenção”, disse.
O dono de pousada Jacinto da Silva disse que o movimento turístico caiu pela metade. “Minha preocupação é que o mar arranque também os imóveis na beira da praia”, diz ele.

Paulo Delapicola é dono de imóveis na Praia Grande e receia que o mar destrua a avenida da praia e aconteça o mesmo que em outras regiões do Espírito Santo.

Obra

A obra de contenção da maré será uma medida temporária para evitar erosões. Com a diminuição da arrecadação municipal desde 2015, a prefeitura informou que não tem dinheiro para fazer o projeto.

Erosão no litoral

O processo de erosão já foi identificado em outras praias do estado como Ponta da Fruta, em Marataízes, no Sul do estado e em Guriri, São Mateus e em Conceição da Barra, ambas no Norte do Espírito Santo.

video


Fonte: G1

Comentários