Mar avança e derruba árvore em Atafona (RJ)

22:47 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


O avanço do mar continua a redesenhar o litoral de Atafona. No último fim de semana, as águas derrubaram uma árvore e chegaram a construções parcialmente destruídas em dias de águas revoltas. Nas imediações do prédio do Julinho, que o mar derrubou no dia 5 de abril de 2008, após várias investidas, o mar chegou a formar praticamente uma “ilha” com os escombros. Na altura da rua João Batista de Almeida, conhecida como rua da caixa d’água, o movimento das águas expôs parte do asfalto da avenida Atlântica que já foi levado pelo mar. A previsão da Defesa Civil é de que o mar recue nos próximos dias.

— Tivemos sim um avanço do mar, que chegou a tombar uma árvore e a água chegou à altura do prédio de Julinho. Apesar de todos associarem o avanço do mar à ressaca, esse fenômeno não ocorreu nos últimos dias. Foi uma maré alta aliada à chegada de uma frente fria. A maré ficou mais alta que o normal, mas o mar não estava revolto, não tivemos grandes ondas. A previsão é que a maré fique mais baixa a partir de agora — explicou o coordenador da Defesa Civil de SJB, Adriano Assis.

Vizinha do prédio do Julinho há décadas, a aposentada Sônia Ferreira acompanhou de perto as investidas do mar até o dia em que a estrutura ruiu. Após assistir a tantas casas caírem pela força do mar, ela observa da sua varanda o avanço e o recuo recorrente do mar. “A gente já teve situações piores depois que o prédio caiu e recentemente, há cerca de três, quatro meses. Hoje não é nada muito assustador, embora tenha tombado uma árvore, uma amendoeira linda que tínhamos aqui perto do prédio. Realmente foi uma grande pena”, comentou.

Em outros pontos mais distantes da foz do Paraíba, foram registradas imagens do avanço do mar, deixando exposto o asfalto de parte da avenida Atlântica, tragada há tempo pelas ondas, nas proximidades da caixa d’água. Ainda assim, Assis descarta a afirmativa de que o litoral foi atingido por uma ressaca, tendo registrado a Defesa Civil apenas alguns pontos de alagamento próximo ao Pontal.


Fonte: fmanha.com.br | Fotos:Leitora Cristiane

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga