Recuperação de praias após implantação do bagwall nas praias do Paulista - PE

23:31 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


BEACH RESTORATION AFTER IMPLEMENTATION BAGWALL IN PAULISTA’S BEACHES

Após a implantação do Dissipador de Energia Bagwall no litoral do Paulista, na região metropolitana do Recife, é possível observar em alguns trechos de praia que onde havia anteriormente erosão, está ocorrendo a recuperação da praia com a engorda natural, isto é, está ocorrendo o acúmulo de sedimentos no trecho intervencionado e a consequente emersão da praia natural recreativa. 

Foto 01 – Praia de N. Sra. do Ò: Recuperação do perfil de praia.
Após a instalação do Bagwall em locais com forte processo erosivo, o sistema interage de maneira que a incidência do trem de ondas sobre as paredes do dissipador formam ondas reativas, que reduzem a velocidade do impacto do trem de ondas subsequente, promovendo a deposição de sedimentos no local aumentando o atrito na camada de fundo. Os atritos estão na origem da dissipação da energia. A dissipação tem um papel simplificador, ela permite que se considere apenas as trajetórias correspondentes a um mínimo de energia potencial. 

Foto 2 – Praia de N. Sra. do Ó: Acúmulo natural de sedimentos após a construção do Bagwall.
O município do Paulista continua fazendo o monitoramento de toda sua orla, através de convênio com Universidade Federal de Pernambuco, com o objetivo de melhor avaliar o desempenho da obra de proteção costeira instalada. Inclusive, foi feita uma modelagem utilizando o programa SMC indicando que a Norte do Forte de Pau Amarelo no sentido de Maria Farinha, existe fluxo de sedimentos, justificando a tendência de recuperação da praia após a implantação do Bagwall.

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga