Recife e Olinda, a engorda da praia (PE)

23:35 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


Recife e Olinda entram nas ondas de Jaboatão dos Guararapes e de Paulista e deslizam nas pranchas à procura de verbas do Governo Federal – como sempre e em todas as obras de porte das duas cidades – para realizar as obras de contenção do mar com a engorda da praia. E de acordo com um estudo de Monitoramento Ambiental Integrado (MAI), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 2008, e a Prefeitura do Recife acredita que assine o convênio com o Ministério da Integração Nacional ainda neste primeiro semestre. A engorda de cinco quilômetros da orla de Boa Viagem está estimada em R$ 66 milhões, mas se a PCR não conseguir o valor total da obra junto ao Ministério da Integração Nacional, vai tentar outras fontes de financiamento, a exemplo de empréstimo com o Banco Mundial. O Recife já conta atualmente com pedras, mas vai fazer a engorda de 20 a 40 metros da faixa de areia em cinco quilômetros da orla, entre a Avenida Armindo Moura, próximo ao limite com Jaboatão, até a Rua Bruno Veloso. Em dias de maré alta, mesmo as pedras não são suficientes para evitar que o mar atinja o calçadão da Praia de Boa Viagem. Só falta agora a assinatura do convênio com o Governo Federal para a licitação ser feita, pois a engenharia do Ministério da Integração Nacional já deu sinal verde. E, assim, iniciar o processo de licitação.

Aumento de 20 a 40 metros

O projeto-executivo prevê que a faixa de areia seja aumentada de 20 a 40 metros, dependendo do trecho. A empresa será a mesma do projeto de Jaboatão e a areia vai ser trazida de uma jazida a 10 mil milhas náuticas, perto do Cabo de Santo Agostinho. Vão ser utilizados 1 milhão de metros cúbicos de areia.

Olinda ainda sem prazo

A previsão é de que as obras de engorda do Recife tenham uma duração de dez meses. Por sua vez, a Prefeitura de Olinda disse que também tem o projeto-executivo pronto e está tentando captar recursos para realizações das obras junto ao Governo Estadual e também ao Governo Federal. Mas, sem previsão por enquanto.

Fonte: robsonsampaio.com.br

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga