Cidade do Pará sofre com erosões e desabamentos

12:20 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


Um relatório elaborado pela Defesa Civil do Pará, em parceria com o Serviço Geológico do Brasil, apontará áreas de risco no município de Bragança. Informações serão usadas para elaborar um planejamento de restruturação dos locais.

O documento vai mapear as áreas de risco na praia de Ajuruteua e no centro urbano de Bragança, e vai colaborar para o planejamento destinado às duas áreas. As fortes chuvas intensificaram os processos erosivos em vários locais do município, aumentando os riscos de alagamentos, enxurradas, inundações e desabamentos.

Distante da área urbana, a praia de Ajuruteua já contabiliza os efeitos da erosão. Atualmente 25 edificações na orla são consideradas de risco. No último evento de erosão marinha, registrado no dia 21 de fevereiro, foram destruídas oito casas, nove pousadas e um bar, totalizando 18 edificações destruídas ou parcialmente danificadas.

Outro local que preocupa é o bairro Cereja. A região é cortada por um rio de mesmo nome, que sofre há muito tempo processo de assoreamento, o que colabora para os constantes alagamentos que acontecem. Já o bairro da Aldeia conta com uma área de grande risco, com mais de cinco mil pessoas morando no local.

De acordo com a Defesa Civil de Bragança, já está em estudo o projeto de remanejamento das famílias que estão em áreas de risco para um conjunto residencial do programa federal Minha Casa, Minha Vida. O relatório será entregue à prefeitura de Bragança e ao governo do estado, mas o acesso aos dados será liberado para toda a população.

Fonte: EBC

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga