Mar causa estragos em Amaralina (BA)

15:10 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


Mirangaba: professores denunciam atraso no pagamento do salário e 13°
O mar avançou e está destruindo a balaustrada | Foto: Romildo de Jesus
Um dos bairros mais conhecidos da Orla de Salvador, Amaralina encanta baianos e turistas com o seu visual, além de ter uma praia bastante frequentada aos fins de semana. No entanto, apesar de ter passado por algumas reformas no asfaltamento há alguns meses, um trecho do bairro que fica entre a Rua Conde da Castanheira e a Praça do Budião vem sofrendo com alguns problemas de infraestrutura, insegurança e avanço do mar.

Segundo os moradores do local, a iluminação na região é precária e os assaltos e roubos são constantes. “Durante o dia, nós já vimos uma moça ter sua bicicleta levada pelos bandidos. À noite, então, isso aqui fica um horror. Há mais de um ano passamos por esta situação”, disse um morador do local, ao lado da esposa, após sair de um banho de mar na praia. Ainda de acordo com ele, a polícia passa pouco pelo local fazendo a ronda.

Outro ponto de preocupação dos residentes do local é um prédio abandonado que fica próximo à Praça do Budião. Por conta do muro baixo da edificação, ladrões se escondem no local para realizar assaltos.

Prédio abandonado - Foto: Romildo de Jesus
“Resolveram tudo ali na Barra, mas aqui está nessa situação de abandono. Equipes da Prefeitura já vieram aqui, tiraram foto, disseram que as obras iriam começar depois do Carnaval, mas a gente acha que não vai ser bem assim”, reclamou o ambulante Nivaldo Leite sobre a situação na orla daquele lugar.

Ele disse também que os antigos barraqueiros, depois da demolição de seus equipamentos, têm trabalhado com muita improvisação e que os pescadores do local não têm uma cobertura nem estrutura própria para se abrigar.

Também é possível observar que, próximo à entrada da Rua Conde da Castanheira, há um desnível no calçadão, o que pode causar acidentes, além de um mirante que foi destruído pela força das águas há mais de cinco anos, alguns metros mais à frente. Até agora, segundo os moradores, nada foi feito para mudar essa realidade.

“A nossa esperança é de que o hotel que está sendo construído aqui nesta rua seja inaugurado logo, para que os governantes possam fazer as melhorias que a gente tanto espera. Aqui é um lugar muito bonito para ficar desse jeito”, desabafou mais um morador do bairro, que também preferiu o anonimato.

A assessoria de comunicação da Superintendência de Conservação e Obras Públicas do Salvador informou à TB que a Sucop vai mandar uma equipe ao local para avaliar a situação do logradouro. Se a solução for de responsabilidade da autarquia, serão tomadas as medidas necessárias. Caso contrário, as ocorrências serão encaminhadas aos órgãos competentes.

Fonte: www.tribunadabahia.com.br

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga