Alerta Quase 70% do litoral "tem risco significativo de erosão" (Portugal)

16:02 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


A tempestade que na segunda-feira varreu o País, juntamente com um aumento do nível médio das águas assim como a mudança na direção das ondas vêm evidenciar um perigo eminente, que se prende com a perda de terra para o mar. O alerta partiu por parte de investigadores que, em declarações ao Diário de Notícias (DN) desta quarta-feira salientaram que 67% da costa “tem um risco significativo de erosão”.

Quase 70% do litoral tem risco significativo de erosão
 
O litoral do País pode estar em risco eminente de colapso. Em declarações ao DN, Filipe Duarte Santos, referiu que 67% da costa “tem um risco significativo de erosão”. Esta conclusão consta do projeto ‘Climate Change in Portugal. Scenarios, Impacts and Adaptation Measures’ (SIAM) ou Alterações climáticas em Portugal: cenários, impactos e medidas’, coordenado pelo próprio.

Acresce que existem algumas áreas mais vulneráveis, onde a situação é mais preocupante devido ao avanço do mar. Segundo o geólogo José Luís Zêzere, destaca-se a “área entre Espinho e Aveiro, [onde] a taxa de recuo da linha da costa é de sete metros por ano”. Só “nos últimos dez anos, recuou 70 metros”, acrescentou.

Outros locais assinalados pelo professor universitário são o troço entre a foz do Douro e a Nazaré, na costa oeste, e o troço entre a praia do Ancão e Vila Real de Santo António, no Algarve.

Na origem destas situações estão três importantes fatores. O aumento do nível médio das águas, a maior frequência de situações extremas, como a tempestade que percorreu Portugal na segunda-feira, e ainda a mudança na direção das ondas, relacionada com as alterações climáticas, são três fenómenos que agravam a erosão costeira, segundo Filipe Duarte Santos.

Ainda assim, “num contexto de brutal incerteza (…) temos de ser prudentes”, visto que não é possível saber onde a linha de costa vai estar daqui a 30 ou 40 anos. Contudo, “com ou sem alterações climáticas, as perspetivas para o nosso litoral não são boas”, rematou José Luís Zêzere.
 
Fonte: Noticias ao Minuto

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga