Polis do Litoral Norte lança obras na costa de Viana e Esposende (Portugal)

16:14 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


A sociedade Polis do Litoral Norte lançou a concurso três empreitadas de qualificação e proteção costeira, avaliadas em 3,3 milhões de euros, a realizar nos concelhos de Viana do Castelo e de Esposende.

De acordo com fonte daquela sociedade, estes concursos foram abertos nos últimos dias e visam trabalhos ao nível do reordenamento das frentes marítimas de Amorosa e de Carreço, em Viana do Castelo, e de São Bartolomeu do Mar, em Esposende.

A mais avultada destas intervenções está prevista para a zona de Amorosa, na freguesia de Chafé, e está avaliada em 1,8 milhões de euros, contando com um prazo de execução de 240 dias.

Os trabalhos, de acordo com fonte da Polis do Litoral Norte, deverão estar concluídos até abril de 2015, envolvendo "medidas corretivas" da erosão e de defesa costeira, além do "reordenamento e qualificação da frente marítima" da zona.

"Visando a prevenção de risco através da valorização dos espaços públicos da malha urbana e do sistema dunar e áreas degradadas", explicou a fonte.

O financiamento desta empreitada é suportado por fundos comunitários do Programa Operacional Temático de Valorização do Território (POVT), em 70%, sendo a componente nacional (30%) assumida pelo Estado português e pela Câmara de Viana do Castelo.

No mesmo concelho está em concurso obra semelhante, neste caso para a frente marítima do núcleo da praia de Carreço, avaliada em 465 mil euros e para concretizar em 120 dias.

De acordo com a sociedade Polis do Litoral Norte, esta obra deverá estar concluída até outubro deste ano e contempla intervenções de "beneficiação da via de acesso existente" e a criação de uma nova área de estacionamento para autocarros e beneficiação dos espaços verdes.

Envolverá também trabalhos nas redes de drenagem de águas pluviais e residuais e de abastecimento de água, assim como nas infraestruturas de iluminação pública e de telecomunicações.

O POVT suportará 85% deste investimento e a autarquia de Viana do Castelo a fatia restante.

Já para Esposende está a decorrer o concurso público para a requalificação da frente marítima de São Bartolomeu do Mar, lançado com o preço base que ronda um milhão de euros e com um prazo de execução de 180 dias.

Esta empreitada, a concluir até novembro próximo, prevê a demolição de algumas edificações existentes naquela frente de mar, assim como a renaturalização das áreas degradadas e a recuperação e reconstrução dunar.

Envolve ainda a "requalificação do muro marginal de contenção e da plataforma que lhe está associada", mas mantendo um cruzeiro ali existente.

Neste caso, a obra será comparticipada pelo POVT em 70%, enquanto o Estado português e a Câmara de Esposende garantem a verba restante (30%).

A estes três concursos somam-se mais dois investimentos de vulto previstos pela Polis do Litoral Norte.

É o caso da intervenção na restinga e cordão dunar de Esposende, orçada em cerca de dois milhões de euros e cuja obra foi colocada a concurso em novembro passado.

Também a empreitada de segurança no Portinho de Castelo de Neiva (Viana do Castelo), que deverá ser lançada a concurso nos próximos dias, no valor de cerca de 900 mil euros.
 
Fonte: Jornal de Notícias

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga