Deputados brigam para conter o mar no Icaraí (CE)

01:37 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios



Uma boa briga foi deflagrada entre os deputados federais Danilo Forte (PMDB) e Raimundo Gomes de Matos (PSDB) para garantir recursos destinados a conter o avanço do mar na faixa litorânea que corta o município de Caucaia. São quase 8 KM de praias atingidas pelas fortes ondas. A briga política é saudável, mas no meio do caminho muita burocracia, lentidão e falta de prioridade.

Danilo defendeu a apresentação de uma emenda de bancada para as obras de construção do paredão nas praias do Pacheco, Icaraí e Cumbuco. O tucano Raimundo Gomes fez ponderações, expôs que a emenda não seria o melhor caminho para preservar as praias de Caucaia e apresentou, na última terça-feira, requerimento enviado à Defesa Civil Nacional cobrando a execução das obras em caráter de emergência.

“É papel e obrigação da União, em matéria de defesa civil, atuar independente de emenda de bancada. A contenção do mar é uma questão de emergência’’, disse Raimundo Gomes, para em seguida acrescentar: “nos últimos dois anos, tivemos executadas menos de 10% das emendas de bancada. Esse mesmo caminho poderia ser da emenda sobre a contenção do mar. Vamos ser mais objetivos’’, destacou o tucano.

O deputado Danilo Forte quer insistir na emenda de bancada, mas o seu colega Raimundo Gomes de Matos propôs, além do requerimento endereço com pedido para as obras serem agilizadas, sugeriu uma ação conjunta dos órgãos de Defesa Civil do Município de Caucaia e do Governo do Estado. “Com essa mobilização, o assunto será tratado com mais celeridade junto a Defesa Civil da União’’, defendeu Gomes de Matos, ao conversar com a reportagem do Jornal Grande Porto.

Raimundo Gomes de Matos disse, ainda, que ‘’houve falta de atenção do Governo Federal com a gravidade do problema no litoral de Caucaia. ‘’O avanço do mar se acelera, enquanto o poder público age com lentidão e burocracia.

As obras realizadas até o momento são insuficientes para conter o avanço das águas, o que gera mais prejuízos para o turismo’’, disse o parlamentar.

Extraído do Jornal Grande Porto
Fonte:  cearaagora.com.br

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga