Preservação costeira é tema de palestra

20:18 Marco Lyra | Engenheiro Civil | Especialista em Obras de Defesa Costeira. 0 Comentarios


Debate vai abordar a ação do homem e dos efeitos da mudança climática com o aumento da erosão e inundação no litoral

O sonhado apartamento ou negócio a poucos metros da praia tem causado problemas cada vez mais graves para a natureza e para o homem. Essa ocupação da costa feita de maneira desordenada cria prejuízos comoerosões e inundações que colocam em risco as atividades econômicas, comerciais ou residenciais ali estabelecidas.

O problema tem levantado debates por todo o planeta. Para discutir saídas, a professora Luciana Esteves, da School of Applied Sciences da Bournemouth University, Reino Unido, fará visita técnica ao Ministério do Meio Ambiente, em Brasília, no próximo dia 24.

Na ocasião, fará palestra “Soluções europeias para o gerenciamento costeiro: realinhamento da linha de costa e serviços ecossistêmicos combinando a gestão dos riscos de erosão/inundação e a criação de habitats”. “O encontro continua no dia 25 com a reunião técnica para planejamento do curso sobre funções ecossistêmicas em ambientes costeiros e marinhos”

PERIGO E RISCO

O objetivo do evento é a troca de conhecimento sobre os processos costeiros e transporte sedimentar associados às ações de gerenciamento costeiro, especialmente nas possíveis aplicações às análises de perigo, risco e vulnerabilidade aos eventos extremos e mudanças climáticas globais. Além, de conhecer as experiências da União Europeia, que já adotam soluções baseadas em ecossistemas no sentido de preveniros efeitos da erosão e inundação.

“Os países da Europa possuem ocupações muito antigas, por isso tem larga experiência de proteção de linha de costa” disse a gerente de projetos da Gerência Costeira do Ministério do Meio Ambiente, Márcia Oliveira. “Então, a ideia de trazer a professora Luciana é de conhecer um pouco as experiências da União Europeia, conhecer melhor esses processos e trabalhar não só na proteção, como também na prevenção”.

Marcia aponta que também será debatido o investimento que era feito pelos países da União Europeia em obras rígidas de proteção da praia, e os motivos do desuso de tal sistema. Ela cita, como exemplo, a Inglaterra, que tem recuperado os ecossistemas costeiros e incentivado a ter uma zona de não edificação no sentido de que essas ações é que vão realmente solucionar parte desses problemas relacionados à erosão e inundação.

Morar à beira-mar: opção às vezes problemática
SERVIÇO

Palestra sobre “Soluções europeias para o gerenciamento costeiro: realinhamento da linha de costa e serviços ecossistêmicos combinando a gestão dos riscos de erosão/ inundação e a criação de habitats”, promovida pela Gerência Costeira do Departamento de Zoneamento Territorial, da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano e a Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental.
24/09 – Quinta
09:30 – 12:00 Palestra “Soluções europeias para o gerenciamento costeiro: realinhamento da linha de costa e serviços ecossistêmicos combinando a gestão dos riscos de erosão/ inundação e a criação de habitats”
Público: Membros do GI-GERCO, GT-Adaptação e técnicos do MMA
Local: Auditório MMA (SEPN 505 – Lote 02 – Bloco B – Edifício Marie Prendi Cruz) 
14:30 – 17:30 Reunião técnica sobre o projeto Valoração de Serviços Ambientais Aplicados à Vulnerabilidade Costeira (Valsa)
Público: técnicos do DZT/SEDR, DLA/SMCQ, DCBio/SBF, GIZ
Local: Sala a definir (SEPN 505 – Lote 02 – Bloco B – Edifício Marie Prendi Cruz) 
25/09 – Sexta
09:30 – 12:00 Reunião Técnica para planejamento do curso sobre funções ecossistêmicas em ambientes costeiros e marinhos 
Público: técnicos do DZT/SEDR e DLA/SMCQ
Local: Sala a definir (SEPN 505 – Lote 02 – Bloco B – Edifício Marie Prendi Cruz)
Interessados devem confirmar presença até dia 18 de setembro, através do e-mail adaptacao.clima@mma.gov.br.

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga